Você conhece a origem do vidro?

Primeiramente, é de suma importância dizer que o vidro pode ser sempre achado na natureza já feito, isto é, sem nenhuma interferência dos seres humanos para realizar modificações e, depois desse processo, produzir o vidro. A essência produz a obsidiana, que é um vidro vulcânico formado naturalmente enquanto as lavas do vulcão (minerais derretidos) esfriam de maneira muito rápida ao se chocar ambientes líquidos, como rios, lagos, mares etc. Esses vidros se formam pelo rápido resfriamento após se chocarem com o líquido.

A obsidiana é a pedra que os homens pre-históricos mais utilizavam. Há indícios da sua utilização desde a Idade da Pedra, a centenas de anos atrás. Esses hominídeos utilizavam a obsidiana para confecção de lanças e flechas que eram posteriormente usadas para caçar animais. A obsidiana foi amplamente usada também para confecção de armar ornamentais e amuletos sagrados

Atualmente, a obsidiana tem um alto valor no mercado de minerais como cristais esotéricos. Algumas vezes, é utilizada para fazer lâminas cirúrgicas, utilizadas em cirurgia cardíaca e oculares. Isso ocorre porque o fio da lâmina é muito fino e auxiliam de maneira extremamente eficiente a realizações desse tipo de cirurgia.

A descoberta

Como vimos anteriormente, o obsidiana ela o vidro “natural” por assim dizer. Como é difícil encontrar vulcões em erupção para fabricar obsidiana em grandes quantidades. Os primitivos, acidentalmente, descobriram como conseguir um material com as mesmas características da obsidiana.

É impossível não dizer que o vidro é um das descobertas mais surpreendentes do homem, embora os historiadores não disponham de dados precisos sobre sua origem, foram descobertos objetos de vidro nas necrópoles egípcias.

Alguns escritores apontam que os fenícios como desenvolvedores da industria dos vidros. Os Fenícios improvisaram uma fogueira utilizando blocos de salitre e soda e, algum tempo depois, notaram que do fogo escorria uma substancia brilhante que se solidificava imediatamente. Ali nascia o vidro.

Desenvolvimento

Passado algum tempo depois, as formas de produção do vidro se desenvolveram. Foi quando os romanos começaram a utilizar o sopro, dentro de moldes, na fabricação do vidro, o que abriu o leque para sua produção em grande escala.

Nesta época a França iniciara a produção de vidro. Porém, apenas no final do século XVIII foi que a indústria prosperou e alcançou um grau de perfeição notável. Em meados desse século, o rei francês Luís XIV reuniu alguns mestres vidreiros e montou a Companhia de Saint-Gobain, para que fosse produzidos as pelas do Palácio de Versalhes na França, a mais antiga empresa do mundo nessa área, hoje em dia.

A produção em larga escala apareceu com a revolução industrial com o surgimento de máquinas que auxiliavam na produção do vidro!

 

Reciclagem do Vidro!

A indústria do vidro no Brasil gera em média 890 mil toneladas de embalagens de vidro por ano, o interessante é que 45% da matéria-prima é provenientes de cacos de vidro. Podemos perceber que a quantidade reciclada é grande!

O principal negócio para vasilhas de vidros usados é constituído pelas vidrarias, que compram o material de sucateiros na forma de cacos ou recebem diretamente de suas publicidades de reciclagem. O restante do lixo pode ser usado na composição de asfalto e pavimentação de estradas, construção de sistemas de drenagem contra enchentes, produção de espuma e fibra de jarro, bijuterias e tintas reflexivas.

Fique sabendo! 

1) Com 1kg de caco pode-se fazer 1kg de vidro novo
2) O mesmo vidro pode ser reaproveitado quantas vezes precisar
3) Um vidro jogado na natureza leva 4 mil anos para desaparecer

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *